Librelato

A importância da segurança da informação nas empresas

04/02/2021 Notícias Librelato
Curtiu?  

É inevitável: Em algum momento, você estará sob um ataque hacker que aproveita as limitações das capacidades de recursos técnicos na infraestrutura das empresas.

Para se ter uma breve noção do cenário, dados internacionais da Marsh, especializada em consultoria de riscos e corretagem de seguros e resseguros, mostraram que em 2020 o total de ataques de ransomware cresceu 148%. O ransomware é um tipo de malware que sequestra o computador da empresa e cobra um valor em dinheiro ou Bitcoin pelo resgate. Este tipo de “vírus” age criptografando os dados do sistema operacional e faz com que o usuário não tenha mais acesso ao conteúdo sequestrado.

Outros estudos da consultoria também revelaram que cerca de 93% das cyber violações ocorrem devido ao chamado phishing, sendo o e-mail a porta de entrada mais comum em 96% dos casos de ataques de hackers às empresas. Neste tipo de crime, os hackers induzem os profissionais a clicarem em links ou abrirem arquivos que liberam o malware no seu ambiente de trabalho.

A boa notícia, no entanto, é que há muito a ser feito sobre isso, afinal a prevenção faz toda a diferença. Uma das principais medidas preventivas a serem adotadas é a instalação de Firewall’s NGFW (Next Generation Firewall), antivírus em todas as máquinas, realizar análises de vulnerabilidade periódicas e criar uma política de segurança. Além disso, é imprescindível capacitar os profissionais em relação aos perigos presentes no ambiente virtual, oferecendo treinamentos sobre cibersegurança e alertando-os sobre as complicações que o vazamento de informações pode ocasionar à companhia.

De acordo com a pesquisa realizada pela ESET, empresa especialista em detecção proativa de ameaças, o Brasil é o quarto país da América Latina que mais sofre com ataques ransomware. Em razão disso, os mesmos cuidados mínimos devem ser tomados no momento de navegar pela internet e principalmente na hora de abrir arquivos duvidosos via e-mail, sites ou redes sociais.

Para contornar a crescente onda de crimes cibernéticos que vêm ocorrendo nos últimos anos, as empresas estão investindo fortemente em segurança da informação. Senhas com caracteres especiais, uso de digitais, criptografia de ponta-a-ponta, políticas de acesso dentro outras tantas, têm sido algumas das estratégias utilizadas para reduzir o sucesso destes ataques.

Além das ações preventivas, é fundamental que as empresas realizem uma avaliação de riscos, a fim de examinar quais pontos estão mais suscetíveis a ameaças e danos. Com o apoio de especialistas da área de Tecnologia da Informação (TI), a empresa consegue identificar as principais vulnerabilidades presentes em seus sistemas internos, traçando estratégias para reduzir os potenciais riscos e fortalecer a segurança de dados da organização.

A transformação digital tem alterado a forma como as empresas investem em segurança da informação. Com a adoção de ferramentas com o Inteligência Artificial (IA), já é possível automatizar diversos processos nas organizações e garantir uma maior proteção para a empresa, ainda mais agora que a LGPD veio para ficar.

Em última análise, o melhor a fazer pelo negócio é ter uma mentalidade de segurança em primeiro lugar, e isso a Librelato têm e coloca em prática, todos os dias, as medidas preventivas aqui citadas!

Por André Bertei, Gerente de TI.

Conheça nossos
implementos rodoviários

Fale com nossos representantes
Alerta de cookies

Nós utilizamos cookies – incluindo cookies de terceiros - para coletar informações sobre como os visitantes utilizam o nosso site. Eles nos ajudam a oferecer a melhor experiência possível aos nossos usuários, a melhorar constantemente o nosso site e a fornecer melhor navegação com os seus interesses. Se continuar a navegação, você concorda com a utilização destes cookies.

Ver nossa Política de Privacidade e Termos de uso.