Librelato

Série “Mulheres na Estrada” Librelato - Sargento Juliana Coques Paz

31/03/2021 Notícias Librelato
Curtiu?  

 

  • Conheça hoje a história de Juliana Coques Paz, 3º Sargento, primeira mulher motorista de caminhão do Exército Brasileiro

 

O índice de participação feminina em profissões predominantemente masculinas aumenta consideravelmente a cada ano. Inclusive nas Forças Armadas a integração de mulheres avança continuamente. Neste ano forma-se a primeira turma de mulheres combatentes na Academia Militar dos Agulhas Negras (AMAN), depois de 198 anos de existência.

Nas estradas não é diferente. A função de caminhoneiro, por muito tempo, foi dominada pelos homens. Contudo, esse cenário tem ficado cada vez mais no passado, já que muitas mulheres têm optado por enfrentar o preconceito e trabalhar naquilo que gostam, tornando-se, assim, motoristas profissionais e verdadeiras rainhas da boleia.

Juliana Coques Paz, 3° Sargento do 5° Batalhão Logístico em Curitiba-PR, pode se orgulhar de fazer parte dos dois casos. Ela é a primeira motorista de caminhão do Exército Brasileiro.

De Araucária, no Paraná, a Sargento Juliana dirige caminhões há oito anos e há um ano conquistou um lugar no transporte de blindados na área de Logística do Exército.

“Me sinto honrada e muito feliz por ser a primeira mulher no transporte de blindados. É muito importante abrir portas para outras mulheres que sonham em dirigir carretas e servir a Pátria”, conta a Sargento.


Pioneirismo e responsabilidade

A trajetória da Sargento Juliana como motorista teve início com caminhão caçamba e depois com caminhão tanque no transporte de combustível. “Sou motorista há oito anos, sendo um ano de Exército. Comecei com incentivo do meu esposo, o Sargento Paz, que me ensinou, me ajudou em todos os momentos. Ele é meu maior fã e sempre falou da minha capacidade”, destaca Juliana.

Dirigindo um cavalo mecânico 6x4 engatado em uma prancha 4 eixos com capacidade de 60 toneladas e 3,70 metros de largura, a Sargento conta que são muitas as responsabilidades no seu dia a dia de motorista de caminhão do Exército: “Além de transportar blindados, temos que fazer a manutenção, onde conto com a ajuda dos outros militares motoristas. Cuidamos dos pneus, troca de óleo, limpeza sempre por nossa conta. E ainda fazemos o balizamento e amarração dos blindados”.

Sobre o aumento da participação feminina, tanto nas estradas como no Exército, Sargento Juliana tem a opinião na ponta da língua: “Eu acho excelente e vibro com cada conquista feminina! O preconceito ainda existe, mas tiramos de letra mostrando nossa capacidade”, orgulha-se. “Infelizmente ainda somos a minoria. Mas o que vemos hoje é que o mercado está se transformando e aos poucos as mulheres estão ganhando seu espaço”.

A história da Sargento Juliana, assim como de tantas outras mulheres que têm quebrado paradigmas sociais sobre gêneros é inspiradora e serve de motivação para as profissionais das estradas seguirem em frente. Para isso, ela deixa a dica: “Gostaria de passar uma mensagem de apoio e incentivo a todas. Não é fácil começar, mas se for seu sonho corra atrás, busque se aperfeiçoar que o resultado vem. É gratificante acordar pela manhã e vestir a farda e encarar a estrada”.

 

MULHERES NA ESTRADA

Este conteúdo faz parte da série Mulheres na Estrada e o objetivo da Librelato neste projeto é o de valorizar as profissionais da estrada por meio de suas histórias e desafios diários.

Não deixe de acompanhar os próximos episódios e, se você for mulher caminhoneira e quiser contar a sua história, entre em contato conosco, por meio do e-mail marketing@librelato.com ou do WhatsApp (48) 99133.3907.

 

Conheça nossos
implementos rodoviários

Fale com nossos representantes
Alerta de cookies

Nós utilizamos cookies – incluindo cookies de terceiros - para coletar informações sobre como os visitantes utilizam o nosso site. Eles nos ajudam a oferecer a melhor experiência possível aos nossos usuários, a melhorar constantemente o nosso site e a fornecer melhor navegação com os seus interesses. Se continuar a navegação, você concorda com a utilização destes cookies.

Ver nossa Política de Privacidade e Termos de uso.